terça-feira, 6 de janeiro de 2009

Vaneve, Vanchuva ou Vanchuneve ...


Em maio de 2008 quando estive aqui em Van pela primeira vez, a primeira coisa que perguntei aos nossos anfitriões foi sobre o inverno. Eles me falaram q o normal seria muita chuva e pouca
neve. O Maurício também já havia me convencido de que o inverno aqui era mais "suave." Uma vez que eu "morria de medo do frio", afinal, nasci no nordeste sob um sol de rachar. O fato é que nos últimos dias tenho presenciado e vivenciado um dos invernos mais rigorosos para os padrões de Van. Tivemos um Natal Branco (como na música) e até hoje tá tudo branquinho. Mas para minha surpresa, tô gostando de brincar na neve com o fiote e o maridão e saio numa boa pelas ruas. O frio? Ficamos amigos e descobrir q o segredo para uma boa relação com ele, é usar as roupas adequadas.
Pra terem idéia, como ainda não compramos carro, no dia 31 saimos andando pra fazer compras com as mochilas nas costas, mas o Maurício escolheu um caminho super legal (para o verão), passando por uma trilha com árvores grandes. Pra ir foi legal, pois pra descer todo santo ajuda. Na volta com mochila cheia de coisas enfrentamos a maior subida. Então, a cada parada para descanso eu pensava: "que doidos nós somos, peso nas costas, frio e neve." Essa foi nossa "São Silvestre" rsrsr.
No dia primeiro, outra aventura, só que agora de ônibus. Andamos por sete a dez minutos, escorregando na neve até chegar no ponto de ônibus. O nosso destino: Vancouver (próximo a estação Broadway do Skytrain). Fomos jantar na casa da Nonna (nossa vó brasileira canadense, benção em nossas vidas). Fiquei admirada da cuidado do motorista com as pessoas, pois, apesar da dificuldade pra parar nos pontos por causa da neve, ele procurava fazer sempre o melhor para as pessoas subirem e descerem com segurança. Apesar de alguns escorregões e de dois tombos do fiote, conseguimos chegar e saborear um delicioso jantar. Ah! passando por Chinatown, todo o comercio tava aberto, daí avistei uma lojinha que vende produtos feitos com bambú (lembrei imediatamente da Sara e Vítor): Paciência e persistência. Boas palavras para o primeiro dia do ano.

Hoje quando fui levar o fiote na escola tava uma chuvinha daquelas q todos conhecem por aqui. E um lindo congestionamento de carros. Fomos atolando o pé na neve q está derretendo e nas poças de água. Apesar de morarmos bem pertinho da escola, inicialmente eu pensei em reclamar, daí o fiote começou a curtir e brincar pisando nas poças de água. Aprendi mais uma, pra criança não tem tempo ruim, tudo é festa e do aparente caos eles inventam uma bela brincadeira. Então, comecei a brincar também.
Essas variações climáticas, as diferentes estações com suas particularidades, nos ensinam e nos treinam para a vida. Para mim, o que faz a diferença é a nossa atitude diante das situações.
Quero terminar este post, contando uma historinha que li na casa da Nonna no dia primeiro. É o seguinte: "Conta-se que um rei foi certa manhã ao seu jardim e encontrou as plantas murchando e morrendo. Perguntou ao Carvalho, que ficava junto ao portão, o que significava aquilo. Descobriu que a árvore estava cansada de viver porque não era alta e elegante como o Pinheiro. O Pinheiro, por sua vez, estava desconsolado porque não podia produzir uvas, como a Videira. A Videira ía desistir da vida porque não podia ficar ereta e nem produzir frutos delicados como o Pessegueiro. O Gerânio estava deprimido porque não era alto e fragrante como o Lírio. E o mesmo acontecia em todo o jardim. Chegando-se ao Amor-Perfeito, encontrou sua corola brilhante e erguida alegremente, como sempre. "Muito bem, meu Amor-Perfeito, alegro-me de encontrar, no meio de tanto desânimo, uma florzinha corajosa. Você não parece nem um pouco desanimada." "Não, não estou. Eu não sou de muita importância, mas achei que, se no meu lugar o senhor quisesse um Carvalho, um Pinheiro, um Pessegueiro ou mesmo um Lírio, teria plantado um deles; mas sabendo que o senhor queria Amor-Perfeito, estou resolvido a ser o melhor Amor-Perfeito que posso."
Começamos um novo ano e muitos são os desafios, expectativas, metas, sonhos, etc... Então, quero oferecer um buquê de Amor-Perfeito pra todos vcs que passam por aqui e nos acompanham. Que neste ano possamos florescer onde estamos "plantados" e que possamos ter sempre uma atitude positiva em relação a vida.
"Sede fortes e revigore-se o vosso coração, vós todos que esperais no Senhor." ( Salmos 31.24)

Um grande abraço,
Neuzinha

14 comentários:

Chocólatra Anônima disse...

oi Neuzinha!
Que consolador saber que a relação com a neve pode ser harmônica! Muita paz nesse ano!
bjkas

Sara e Vitor disse...

Oi Neuzinha, tudo bem? Como estão as coisas? Como foi o ano novo?

Me espantei com a quantidade de neve que caiu em Vancouver também. Mas nada que nosso corpo não se acostume, não é mesmo? O corpo humano é fantástico! :D

Crianças... o que seria de nós sem elas? Elas nos ensinam coisas fantásticas sem nem perceberem, apenas com seu jeitinho meigo e doce de ser! :D

Ah! Fiquei muito feliz por você ter lembrado de nós quando viu os produtos feito de bambú! É muito gratificante ver que as palavras que escrevemos em nosso blog são absorvidas pelos amigos, e que também lemos muitas mensagens bonitas. :D Por falar nisso, achei sua mensagem linda!! :)

Abraços,

Vitor

Ana disse...

Oi, Neuzinha! Cheguei!! :) Eu tô boba com essa neve toda também... ainda não me aventurei pra brincar não, principalmente por causa da chuva. E vamos marcar de nos conhecermos, hein! :) Beijos!

Re, Li e Lily disse...

Que post encorajador! Vamos em frente, com atitude otimista.
Logo vem a promavera! Muitos amores-perfeitos pra vcs!
Bjs

Sandro e Família disse...

Neuzinha,

Aqui tambem tinha convencido a patroa que o inverno aqui era tranquilo...rss...imagina o que já escutei nos últimos dias.

Daqui a pouco a neve derrete e ficarão apenas os bons momentos vividos durante o inverno.

Que o novo ano traga muitas bençãos e realizações para sua família.

Abração

Ninha, Doane e Christal disse...

Ó Neuzinha, que lindo !

Nossa, me espantei com a neve por ai, mas é muito bom ler um post desses e ver que realmente nosso estado de espírito muda profundamente as coisas.

Um grande abraço e aqui hoje fez 38 graus e depois caiu aqueeeeele toró.

Um grande abraço

OBS: Neuzinha, eu não esqueci do pão de queijo não viu ? Quando chegar por ai vou querer aprender =P

Ministério Infantil KOLAYAS disse...

Olá Neuzinha que bom que podemos matar a saudade pelo menos pelo blog, desejamos de coração um feliz ano novo.
Beijos Vi e Elizeu.

Hélio disse...

Ola amigos que bonita foto de voces na neve.


Hélio

Rogério disse...

Que legal terem contato com a neve. Tirando o transtorno de transitar, é muito legal a diversão que proporciona. Como disse, para neve, é só colocar a roupa adequada e curtir.

Ótimo conto, fiquem com Deus e grande abraço!

Rogério Lima

Lá e Dá disse...

Neuzinha
Obrigada pelas felicitações ao meu aniversário.
Espero que vcs. tenham um ano esplêndido, sendo guiados por Deus e amparados por Ele tb. nos momentos difíceis. Contem com nossas orações.
Abraços

Eliane disse...

Obrigada pelo buquê de amor-perfeito!
Está vendo o Nathan na sua inocência de criança sabe aproveitar as coisas que a vida lhe oferece de uma maneira especial.
Grande beijo Neuzinha, que Deus te abençoe.
Eliane.

César, Valéria, Lara e Anaclara disse...

Neuzinha, com certeza a adaptação não é fácil à uma nova realidade como a neve. Mas logo, logo a gente se acostuma e fica a alegria do sonho realizado.

E a vida segue...

Tathi disse...

Ola Neuzinha...

Estou acompanhando o seu blog e estou adorando!
Pretendo imigrar para Calgary!
Boa sorte nessa jornada e que Jesus te abençoe sempre, assim como a sua familia!
Beijocas...
Tathi

Anônimo disse...

Oi Neuzinha,

Que delícia de branco, frio, escorregoes.
É sempre bom ter noticia de voces.
Aproveite o frio e brinque um pouco com Natan na neve e pense em mim.
Lembrei do Natan, tem promoçao do carrinho que ele tanto ama.:-)
bjos,

Aninha Guizzetti